Métodos da Ética

É certamente merecido o prémio de tradução científica e técnica para língua portuguesa atribuído pela FCT à tradução de Os Métodos da Ética, do filósofo utilitarista Henry Sidgwick, por Pedro Galvão. A tradução de Pedro Galvão para a Fundação Calouste Gulbenkian (2013), é feita a partir da 7.ª edição do original inglês, de 1907, e inclui uma curta, mas muito clara e muito útil, introdução do tradutor. 

A introdução de Pedro Galvão começa assim:

Os Métodos da Ética, de Henry Sidgwick conta-se entre as obras-primas incontornáveis da ética filosófica — é o que asseveram muitos dos melhores filósofos morais do nosso tempo. John Rawls refere-se a este livro como «a obra filosoficamente mais profunda» do utilitarismo clássico, a teoria defendida por Jeremy Bentham, e mais tarde por J. S. Mill, que propõe a promoção da felicidade geral como padrão ético fundamental. Peter Singer, um utilitarista que não hesita em descrever Os Métodos da Ética como o melhor livro de ética jamais escrito, justifica deste modo a sua apreciação: «Não é fácil apontar questões importantes de ética normativa que não sejam abordadas já aí — e muitas vezes é difícil ir além daquilo que Sidgwick diz.»

E, por sua vez, o próprio Sidgwick começa o livro assim:

Os limites do estudo designado por «Ética» são concebidos de formas diversas e frequentemente vagas, mas talvez possam desde já ser suficientemente definidos, para os efeitos do presente tratado, se por um «método da ética» entendermos qualquer procedimento racional pelo qual determinamos aquilo que os seres humanos individuais «devem» fazer — ou que é «correcto» fazerem — ou procurar realizar por acções voluntárias. Ao usar a palavra «indivíduo», distingo provisoriamente o estudo da Ética do da Política, que procura determinar a constituição apropriada e a conduta pública correcta das sociedades governadas. Na minha opinião, tanto a Ética como a Política distinguem-se das ciências positivas por terem como objectivo especial  e primário determinar aquilo que deve ser, e não descobrir aquilo que meramente é, foi ou será.  

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dedução e indução

O universo da lógica

Filmes