Mais olimpíadas e mais medalhas

As Olimpíadas Nacionais de Filosofia estão definitivamente para ficar, e ainda bem. As IV Olimpíadas realizaram-se em meados deste mês de abril na ES de Montemor-o-Novo e os premiados foram os seguintes: 

A medalha de ouro foi para Maria João Robalo Portijo e Silva, da ES do Cartaxo; a medalha de prata foi para Sofia Cavaca Avelino, da inevitável ES Dr. Ginestal Machado (Santarém) e a medalha de bronze foi para Alexandre Silva M. R. Eira, da ES de Vergílio Ferreira (Lisboa). Os dois primeiros irão representar Portugal nas XXIII Olimpíadas Internacionais de Filosofia, em Tartu (Estónia), dentro de pouco mais de duas semanas.

Maria João e a sua colega de escola, Patrícia Silva (que recebeu uma menção honrosa), ladeando o professor Manuel João Pires, que as orientou e acompanhou.

Aguarda-se também pela realização das Olimpíadas ibero-americanas de Filosofia deste ano. As primeiras realizaram-se em 2014 e contaram com a participação de cinco países: Portugal, Espanha, México, Costa Rica e República Dominicana. Recordamos que Portugal venceu três dos seis prémios atribuídos: a medalha de ouro (José Castela Forte, da ES Dr. Ginestal Machado), uma medalha de prata (Beatriz Costa, da ES Ibn Mucana) e uma de bronze (Hugo Ferreira, da ES de Santa Maria). 

A organização portuguesa da Prosofos está, mais uma vez, de parabéns.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dedução e indução

O universo da lógica

Filmes